Arraial Minhoto Quinta de Santoinho

Viajando a Portugal, o então vice-presidente da Casa do Minho Sr. Agostinho dos Santos visitou, na localidade de Darque, em Viana do Castelo, um empreendimento turístico folclórico com as principais tradições laborais e divertimentos rurais da região do Minho. Tal empreendimento festivo é denominado Quinta de Santoinho – o mesmo nome da propriedade onde o Sr. Agostinho se instalou. Admirado com o que viu, resolveu promover uma réplica daquela festa nas instalações da Casa do Minho, com a devida autorização da empresa portuguesa detentora da patente.

Assim, em 14 de julho de 1979, realizou-se pela primeira vez no Brasil a maior promoção folclórica já vista nestas paragens, denominada Arraial Minhoto Quinta de Santoinho. Na ocasião, os componentes do Rancho Folclórico Maria da Fonte (que já era expoente do folclore português no Brasil) encenaram a Desfolhada, a Malhada, a Espadelada e a Vindima, ao som das concertínas*.

O público se divertiu com as apresentações e saboreou sardinha assada na brasa, pão de milho, caldo verde e vinho, tudo à vontade, incluído no valor da consumação, que deu direito a levar para casa uma linda caneca artística.

O Rancho Folclórico Maria da Fonte foi – e ainda é – o ponto alto do Arraial, com suas danças e cantares. Um conjunto de música típica, alegre e contagiante, que leva todas as pessoas a dançar. O sucesso desta promoção foi tão grande, mas tão grande, que impôs se realizasse mensalmente, o que vem acontecendo há vinte e cinco anos, ininterruptamente.

Outras agremiações copiaram o evento, obrigando a Casa do Minho a incorporar novos atrativos. Atualmente, o valor do ingresso (consumação) inclui três qualidades de vinho, pão de milho, sardinhas portuguesas assadas na brasa, galeto assado, batatas cozidas e cebolas regadas com azeite português, feijão manteiga e o célebre caldo verde, tudo à discrição (à disposição para a pessoa se servir). A caneca artística, com a qual o frequentador se serve de vinho, continua sendo um brinde.

Doces portugueses e bolinhos de bacalhau não estão incluídos no ingresso e podem ser adquiridos no bar. Objetos minhotos como lenços, algibeiras, cordões, blusas, aventais, cestos e bonecas, originais de Viana do Castelo, compõem a boutique regional na Quinta de Santoinho. Bonecos Zé Pereira, conjunto musical famoso com repertório luso-brasileiro, é santo remédio para espairecer reumatismos. Gigantões e cabeçudos, ao som dos Zé Pereiras, desfilam entre os frequentadores fazendo as crianças delirarem. As marchas luminosas com arcos e balões mobilizam todos os presentes na maior empolgação.

O Arraial Minhoto Quinta de Santoinho tornou-se um ponto de referência no calendário turístico do Rio de Janeiro por seu ambiente familiar. É agradável ver famílias completas – avós, pais, filhos, netos e até bisnetos (muitos no carrinho ou no colo) confraternizando alegremente.

Grupos em caravanas devem reservar lugar com antecedência.

*concertina: sanfona portuguesa.